Transportes: Greves

17:30


Os transportes deve ser o setor do Estado que mais greves faz. Por ser tão essencial para a sociedade, é habitual vermos inúmeras notícias referentes a este setor, especialmente nas redes sociais, quando há algo que abale o normal funcionamento da vida dos utentes.


Nos últimos meses são várias as entidades públicas que têm feito greve, nomeadamente as mais polémicas, a TAP, Refer e metro. A que particularmente me afeta, é sem dúvida o metro. Embora percorra apenas a distância de uma paragem, é a diferença de demorar 20 minutos a chegar ao trabalho do que 5 minutos. Todos os meses, há um santo dia em que o metro não funciona ou por greve dos trabalhadores, ou plenário dos trabalhadores que vai atrasar o normal funcionamento, ou as linhas com a sinalização toda trocada, há sempre algo que todos os meses impede os pobres coitados dos funcionários do metro trabalharem normalmente. Felizmente a greve do mês de Fevereiro foi desconvocada, mas agora a má notícia é que em Março já há uma grevezinha fofinha convocada. Boa sorte a quem anda de metro em Lisboa!

You Might Also Like

13 comentários

  1. Ai não me lembres, quando estava no outro estágio apanhei umas quantas entre Outubro, Novembro e Dezembro e cheguei a ir a pé desde o Campo Grande até ao Marquês a pé! sim a pé! :(((((((

    ResponderEliminar
  2. Aqui no Porto não tenho sentido muito isso, mas talvez seja porque não ando todos os dias (:

    ResponderEliminar
  3. Este ano já não dependo do metro para chegar à faculdade mas no ano passado sempre que havia uma greve de metros eu quase ficava com suores frios só de pensar no percurso que teria de fazer. Houve uma ocasião em que, como tinha aula às 8h e havia greve tive de me levantar às 6h para apanhar um autocarro a 15 minutos da casa onde estava e que só passava de 30 em 30 minutos. Depois de um percurso de 20 min de autocarro trocava para comboio, onde fazia mais 20 minutos, e depois andava 10 minutos para chegar a tempo. Numa das ocasiões, como os outros transportes ficavam lotados, cheguei a demorar 1h30 para fazer um percurso de pouco mais de 7 km. Sempre disse e digo que nestas greves os afetados são os utilizadores e o Governo acaba por ignorar. Percebo que queiram lutar pelos seus direitos mas os passageiros também têm o direito de usufruir de um serviço pelo qual pagam (muitos deles até pagam passes)...Enfim.

    ResponderEliminar
  4. Quando o metro está em greve os autocarros ainda são mais caóticos -.-


    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Eu ando de camioneta e como sao empresas privadas, nunca senti o efeito de uma greve dessas, mas que deve de ser chato, deve :/

    ResponderEliminar
  6. É tão complicado. Antes demorava eternidades a chegar porque tinha de usar o metro.

    ResponderEliminar
  7. Aqui o que afecta mais acho que são as greves no metro, andar de autocarro torna-se caótico !

    ResponderEliminar
  8. Felizmente não sofro disso porque cá em Braga é raro haver greve de transportes, mas imagino o caos que deve ser Lisboa num dia de greve!

    ResponderEliminar
  9. Felizmente nunca apanhei uma greve no metro do Porto!

    ResponderEliminar
  10. Já há muito tempo que não oiço falar em greves. Desde que saí do secundário, e como não há greves na universidade, já não sei o que isso é.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  11. O meu pai vai de metro para o emprego, para evitar pagar o estacionamento que fica super caro...em dias de greve lá sai um dinheirinho extra...

    ResponderEliminar
  12. o lado positivo é que fazes logo um workout matinal :P

    C141

    ResponderEliminar
  13. As greves são comunicadas com tempo de antecedência para as pessoas não serem apanhadas desprevenidas, ou simplesmente chegas ao metro no dia e vês que está encerrado?

    ResponderEliminar