Anúncios para crianças

16:30


Quando era mais nova, o nosso melhor amigo brincava com o nosso serviço de chá até que a certa altura, os pais dele tiveram de lhe comprar um serviço, para ele brincar em casa. Ora, em pleno século XXI, os anúncios de brinquedos ainda são extremamente segmentados. As meninas brincam com cozinhas enormes, caixas registadoras e serviços de chá, enquanto os meninos brincam com o fantástico mundo dos super heróis e com carros velozes.

Porque é que num mundo em que existem homens cozinheiros e mulheres taxitas, ainda existe esta segmentação no mundo das crianças? Qual é o problema se uma menina quiser brincar com uma pista? Acho que as empresas criativas devem reavalir e romper com esta “mentalidade”.

You Might Also Like

7 comentários

  1. E o que chamamos numa cadeira da faculdade diferenças de género. A nossa sociedade está tão fragmentada para associar brinquedo X a menino e brinquedo y a menina que se algo é diferente foge logo a norma . E triste mas é assim

    ResponderEliminar
  2. Provavelmente por que as próprias crianças são ensinadas nessa mesma mentalidade, dificilmente um rapaz nos dias de hoje se poria a brincar com super-heróis se visse as meninas a fazerem o mesmo, sentir-se-ia menos menino por isso.
    E é muito mais fácil para as marcas direccionarem um produto para uma determinada audiência que sabem como cativar do que tentar agradar a todos.

    ResponderEliminar
  3. Concordo totalmente contigo, minha querida! Em criança sempre preferi mais brincar com carrinhos e com pistas do que com bonecas.

    r: Vale a pena :)
    Ainda não sei, mas gostava que fosse em breve. Já não vou a Lisboa há imenso tempo!

    ResponderEliminar
  4. A publicidade ainda não evoluiu até esse ponto. Mas irão lá chegar.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  5. É terrível fomentarem essas diferenças e limitarem as crianças. Cada criança deveria brincar com o que quer sem se sentir mal com isso.

    ResponderEliminar
  6. Felizmente os meus pais sempre me deixaram brincar com aquilo que eu queria. Hoje em dia deixo as crianças com que trabalho brincarem à vontade elas e farei isso com um filho. Tem de haver liberdade e tem de haver mudança de algumas mentalidades. Se calhar, sim, devia começar nas próprias empresas!

    ResponderEliminar
  7. Também acho, já tá mais do que na hora de quebrarem esse rótulo de "pa menino e pra menina", mas eu acho que essa tal "modernidade" ainda esta longe de acontecer, com sorte meus possíveis netos presenciaram essa época!
    Abraço, fique em paz.

    ResponderEliminar